terça-feira, 12 de outubro de 2021

Prof. Rafael José Pôncio - Todo negócio deve ter como missão suprir a DOR do seu CLIENTE


Dor da persona: Saiba como identificá-la e conquiste o seu cliente ideal.

Se você está começando um novo negócio sem saber qual é a dor do seu cliente que seu negócio resolve, você está perdendo dinheiro!

Se você estiver realmente interessado em ter um empreendimento de sucesso, precisa começar agora a mapear as dores do seu cliente em potencial.

Resolver as dores do seu consumidor é uma das melhores formas para propor produtos e soluções inovadoras que diferenciam você da sua concorrência.

Ainda não sabe como identificar as dores do seu cliente?

Não se preocupe.

Neste artigo vou mostrar como identificar quais as dores que o seu negócio pode resolver.

O que é a dor da persona? 

Em primeiro lugar, sua empresa existe para atender a necessidades específicas.

Ou seja, ela existe para resolver problemas para os seus clientes.

Para que isso aconteça, você, empreendedor, precisa saber identificar qual é a dor que o seu negócio se propõe a resolver.

Em relação a isso, precisamos entender o que é a dor do seu cliente, certo?

A dor  é um problema que seu cliente em potencial enfrenta e quer solucioná-lo.

Digamos que você é uma pessoa alérgica a glúten e está com dificuldades para encontrar produtos específicos para celíacos no mercado.

Aí está uma dor que uma empresa do setor alimentício poderia resolver.

Simples assim?

Nem sempre.

A origem das dores podem vir de pontos diversos e de forma subjetiva. Além disso, muitas vezes o cliente ainda não sabe identificar e expressar suas necessidades com facilidade e precisão.

Se você identificar o problema antes que eles o façam e oferecer uma solução que eles não sabiam que existia, você está no caminho certo para fazer uma venda.

As empresas de sucesso sabem identificar os pontos problemáticos e fornecer soluções inovadoras. 

Como identificar as dores do seu cliente?

Como já dissemos, identificar as dores do seu cliente nem sempre é uma tarefa simples. Estamos falando de pessoas, e sabemos que somos seres bastante complexos.

Para percorrer esse caminho é preciso uma boa dose de investigação com as ferramentas certas de análise que irão ajudá-lo nesse processo.

As dores de uma parte nem sempre adequam-se as dores de outra parte, as vezes sim e as vezes não, exemplos:

a) a dor do "Sr. Alfredo" é ter que ir na agência bancária do "banco x" mensalmente pagar o boleto de aluguel, enfrentando sempre aquela enorme fila, pra ele é desgastante demais;

b) o "banco x" tem como dor a carga de excesso dos funcionários numa agência física, então concluiu que ampliando ao máximo seu sistema de tecnologia virtual e criando a cultura do próprio cliente em pagar suas contas por aplicativo ou computador, logo irá reduzir drasticamente sua folha de pagamentos, despesas trabalhistas e fechar algumas agências físicas;

c) a aposentada "Dona Emengarda" tem 72 anos, mora sozinha e não tem parentes, ocorrendo com ela uma dor denominada "alta carência humana", que as vezes é suprida com a ocupação de ir ao menos três vezes por semana na agência bancária do "banco x selectiunum blacknium splatiunum" para conversar com as moças e moços bancários e outros clientes por ali, e esta demanda quem cria é ela mesma, gerando assim boletos impressos no papel em sua casa, por suas compras online, haja vista que a Dona Emengarda acessa muito bem a internet.

Identificar a persona

O primeiro passo essencial é você saber para que tipo de pessoa seus produtos ou serviços podem ser oferecidos.

Ter conhecimento sobre os desejos e referências do seu cliente em potencial irá ajudá-lo a propor a solução mais adequada para o problema que o seu empreendimento pretende resolver.

Por isso, você precisa identificar sua persona.

E o que é persona?

Persona é o cliente ideal da sua empresa.

Para descobrir quem é a sua persona, você precisa definir o perfil dela  identificando seus comportamentos, desejos, localização, grau de instrução, faixa etária, gênero e até mesmo assuntos que lhe interessam.

Por exemplo: José é um homem, 35 anos, é solteiro, mora em São Paulo capital, é formado em economia e trabalha no setor financeiro de uma empresa. Além disso, José tem a fotografia como hobby e gosta de ler sobre história e política.

Percebe como, a partir dessas informações, podemos entender como José se comporta como consumidor?

A partir disso, podemos identificar potenciais dores que José quer solucionar.

Ele pode querer investir em equipamentos de fotografia para viajar e fotografar pontos importantes política e historicamente, por exemplo. 

Viu como identificar o perfil da persona ajuda a descobrir para que tipo de pessoa sua empresa pode oferecer seu produto ou serviço?

Como identificar a persona

Agora que você já sabe da importância de identificar a sua persona, é preciso saber como fazer isso.

A forma mais indicada para saber o perfil do seu futuro consumidor é perguntar diretamente a ele.

Você pode elaborar sua pesquisa no Google Forms, por exemplo. Pense bem nas perguntas e defina quais as respostas você precisa obter.

Um bom caminho, além do básico dos dados como a idade, gênero e estado civil, é perguntar sobre seus desejos, sonhos, hábitos e hobbies.

Além do Google Forms, a internet é uma excelente fonte de pesquisa. 

Use as redes sociais para descobrir o perfil dos seus consumidores. Você pode usar os stories, por exemplo, para fazer perguntas aos seus seguidores e descobrir o que eles desejam da sua empresa. 

Uma dica é ficar de olho nos comentários, ali contém uma ótima fonte de informação sobre as dores dos seus clientes. 

Você pode também dar aquela espiadinha nos comentários da sua concorrência, por exemplo, e achar carências do seu público ainda não exploradas. 

Assim que você obter os dados, você precisa analisar as métricas.

Análise das métricas

Agora que você já identificou sua persona, fez a pesquisa, está na hora de analisar os dados que você tem em mãos.

Utilize os dados para identificar as necessidades do seu cliente ideal que ainda não estão sendo atendidas.

E não é só isso que você pode descobrir com a sua pesquisa. Você pode identificar falhas e acertos da sua empresa.

Por exemplo, você descobre que existem falhas no seu atendimento. A partir disso, é importante que você trabalhe para sanar esses problemas.

Solucionar os problemas identificados trará para o cliente uma sensação de que a empresa respeita a sua opinião. Isso ajuda a fidelizá-lo. 

Mas não são só as falhas que você pode identificar. Você pode perceber também os pontos fortes da sua empresa e trabalhar para fortalecê-los. 

Por isso, analisar as métricas torna-se uma bússola que guiará o seu negócio para o destino que mais se adequará a solucionar as dores do seu cliente e fortalecer aquilo que já está dando certo.

Uma dica é compartilhar as pesquisas com os seus clientes nas redes sociais, por exemplo. Isso registar as mudanças que foram feitas e comprovam para o cliente que suas vozes foram ouvidas.

O ponto principal de sanar as dores da sua persona é: Esteja atento às necessidades dos seus clientes. É preciso saber ouvi-los.

Se um cliente entra no seu estabelecimento, por exemplo, crie o hábito de perguntar sobre as suas necessidades. 

Gere conexão com o seu público. As pessoas hoje em dia querem muito mais do que comprar um produto ou serviço, elas querem ter boas experiências. 

Por isso, conhecer a fundo o seu cliente com certeza trará resultados positivos para a sua empresa!

Qual a dor do seu cliente?

Bom trabalho e grande abraço.

Prof. Adm. Rafael José Pôncio




Conheça também:

            Para ser um empreendedor criativo, o automático é ruim


        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.         

Nenhum comentário:

Postar um comentário