sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Como ter mais eficiência? Saiba como entregar melhores resultados no trabalho

Se você chegou até este artigo, provavelmente está em busca de estratégias para ser mais eficiente. Mas, você já se perguntou por que é importante ser um profissional eficiente? E o que de fato significa ter mais eficiência?

Antes de mais nada, vamos destrinchar o real sentido por trás do desejo de executar tarefas de maneira eficaz. No âmbito profissional, eficiência é aproveitar o tempo a seu favor e utilizar esse recurso limitado da melhor forma possível, realizando entregas de serviços com presteza, agilidade e qualidade, e em caso de produtos sempre existem serviços lado a lado, seja comércio ou indústria.


Essa é uma habilidade, ou talvez um padrão de comportamento, que faz diferença nos dias de hoje. Afinal, para concentrar-se em uma determinada tarefa com foco total, atualmente, é necessário um esforço sobre-humano, pois as distrações são nossos grandes obstáculos — quem resiste àquela notificação do celular, não é mesmo?


No entanto, quem vence essa batalha e torna-se uma pessoa eficiente, tem muitas recompensas. Ao ser mais eficaz, você tem acesso às melhores oportunidades na área empreendedorial, constrói uma boa reputação junto a comunidade onde atua, colegas e clientes, além de melhorar seu desempenho profissional e otimizar seu tempo, alcançando melhor equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Veja a seguir como!  

Defina as suas prioridades

Entre as inúmeras atividades do dia a dia, é necessário ter consciência que não dá para fazer tudo. Nesse sentido, a quantidade de pendências funciona como combustível para gerar estresse e nos deixar ansiosos, sem saber por onde começar. 


É como se fôssemos um computador com várias abas abertas — ficamos sobrecarregados e temos perda de desempenho. Por isso, é muito importante fazer uma lista de todas as tarefas e identificar as prioridades, ou seja, aquelas que são mais importantes no momento e que devem ser resolvidas com urgência.

Elimine as distrações

Eu sei, como disse há alguns parágrafos acima, resistir às distrações é hoje o nosso maior desafio. Mas, para ter eficiência, é preciso focar. Não tem como finalizar algo com qualidade e agilidade se ficar interrompendo o trabalho a todo momento, seja para bater papo com o colega ou checar a rede social. Use a mesma tecnologia que o distrai como estratégia. Há, por exemplo, diversos aplicativos que ajudam a ter foco, como os que utilizam a técnica Pomodoro. 

Planeje o seu dia

Com as prioridades bem estabelecidas, é interessante sempre fazer um planejamento das atividades do seu dia e até mesmo da semana. Isso ajuda a ter uma previsibilidade e evita aquela situação em que não se sabe que tarefa fazer primeiro e se desperdiça tempo. Além disso, você pode identificar os horários em que é mais produtivo para programar atividades que demandam maior concentração e empenho.

Deixe a procrastinação de lado

“Por que deixar para amanhã se você pode fazer hoje?” Sim, essa frase é praticamente um clichê e na prática o que a gente faz é o contrário, não é mesmo? A verdade é que todo mundo procrastina, mas esse é um hábito que deve ser combatido, se desejamos ser profissionais mais eficientes.


A questão é que quanto mais nos esforçamos para executar uma atividade no tempo previsto para ela, mais fácil vai ficando a nossa rotina e o gerenciamento do nosso tempo. Vai por mim, a sensação de riscar uma tarefa da lista é viciante, bem melhor que deixar para depois.

Alterne as atividades

Muitas vezes, ficamos presos em uma tarefa complicada por horas, ou até dias, tentando encontrar alguma solução para determinado problema. Uma maneira de resolver a situação e otimizar o tempo é alternar o trabalho com outro projeto diferente. Esse revezamento faz com que o cérebro evite o que é chamado de fixação cognitiva. Assim, você pode melhorar sua eficiência ao trabalhar em outra coisa e ter a possibilidade de voltar ao projeto inicial com outro olhar.

Faça pausas regulares

Por último, lembre-se que para a produtividade, fazer pausas ao longo do horário de trabalho é essencial. Estique as pernas, respire, tome um café, interaja com os parceiros, caminhe.


Ser mais eficiente não significa trabalhar mais, e sim trabalhar melhor. O tempo é um recurso valioso, por isso é importante sabermos utilizá-lo da melhor maneira, com eficiência. Como disse Pitágoras, “com organização e tempo, acha-se o segredo de fazer tudo e bem-feito”.


Bom trabalho e grande abraço.


Adm. Rafael José Pôncio





Conheça também:




        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.       

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Pesquisa e Sistema de Informações de Marketing

A pesquisa deve ser encarada como despesa ou investimento pelas organizações?

Compreende-se que pesquisa e desenvolvimento são essenciais para uma empresa inovar no mercado. É por meio de uma pesquisa que se obtêm informações valiosas sobre o mercado e os seus consumidores, como também sobre fornecedores e concorrentes.

Quanto maior o conhecimento sobre o mercado, melhor será o desempenho de um negócio.

Considerando que o marketing é um conjunto de atividades destinadas a atender os desejos e necessidades dos consumidores por meio de troca, ampliam-se o entendimento e a importância de identificar as necessidades dos consumidores. Para Samara e Barros (2002, p. 6), pesquisas de marketing são “projetos formais que visam à obtenção de dados em forma empírica, sistemática e objetiva para a solução de problemas ou oportunidades específicas relacionadas ao marketing de produtos e serviços”.

Assim, ao construir um plano de marketing, o gestor pode deparar-se com dúvidas. Estas não podem ser respondidas com achômetro ou com interpretações subjetivas, mas sim com dados e informações concretas, evitando, dessa maneira, a tomada de uma decisão errada e ampliando as chances de acerto estratégico. Para exemplificar, Samara e Barros (2002) expõem vários tipos de pesquisas que o gestor de marketing pode aplicar:

Pesquisa de Oportunidade e Vendas
-Busca de mercados existentes no mercado que atuamos ou pretendemos explorar; 
-Pesquisa de mercado e Pesquisa de Produto.

Pesquisa de Organização de Vendas 
-Avaliar a eficiência das ações da empresa; 
-Pesquisa de distribuição; 
-Pesquisa de comunicação e Pesquisa de análise de vendas.

Pesquisa de Produto 
-Identificar benefícios e problemas no produto; 
-Imagem das marcas; 
-Fatores determinantes de compra; 
-Estudo de fidelidade a marcas; 
-Aplicar testes de produtos; 
-Análise de preços e aceitação de novos produtos.

Pesquisa de Segmentação
-Perfil dos segmentos (classe social, faixa etária, estado civil, atitudes ou estilo de vida); -Tamanho dos segmentos; 
-Intensidade de consumo; 
-Necessidades e expectativas.

Pesquisa de distribuição 
-Preferências por canais de distribuição; 
-Identificação de canais alternativos; 
-Análise do desempenho da distribuição; 
-Avaliação de vendas e pós-venda pelo canal; 
-Análise de conflito de canais.

Pesquisa de análise de vendas 
-Auditoria de varejo; 
-Estabelecimento de território de vendas; 
-Fatores motivacionais para a equipe de vendas; 
-Estudos de precisão de vendas.

Pesquisa de Propaganda 
-Pré e pós-teste de campanha publicitária; 
-Pesquisa de recall; 
-Análise de investimento promocional; 
-Pesquisa de mídia.

E os Sistemas de informação em marketing?

O marketing não se estrutura apenas em análises subjetivas, é preciso também analisar dados! Assim, sugere-se que a empresa utilize um sistema de informação de marketing, o qual deve fornecer aos responsáveis pelo marketing informações para que sejam tomadas decisões baseadas na realidade do mercado.

A implantação desse sistema integrado se compõe de pessoas, equipamentos e procedimentos para coletar, selecionar, analisar, avaliar e distribuir informações que sejam necessárias, oportunas e precisas para os tomadores de decisões.

Basicamente, existem três tipos de informações: a primeira se caracteriza por ser informações relacionadas ao dia a dia, a segunda é sobre a inteligência, ela é relevante para futuras estratégias de negócio, e a terceira, por informações obtidas por meio de estudos e pesquisas não sistemáticas. 

Assim, o sistema de informações de marketing é um processo contínuo em que dados e informações são colhidos, processados e armazenados para serem utilizados nas decisões de marketing das empresas. Para facilitar, apresento-vos a seguir todos os componentes de um sistema de informação de marketing.

Sistema de registros internos
São relatórios sobre vendas, níveis de estoque, contas a pagar e receber, entre outros que possam fornecer informações para tomada de decisão.

Sistema de inteligência de marketing
Trata-se de um conjunto de procedimentos e fontes usados pelos administradores para obter informações diárias sobre o desenvolvimento no ambiente de marketing, essas informações são buscadas através de livros, jornais e revistas técnicas, conversando com fornecedores, consumidores, funcionários, entre outros.

Sistema de pesquisa de marketing
É o planejamento, coleta, análise e apresentação de dados e descobertas relevantes. Nesse sistema, é possível aplicar as pesquisas quantitativas (em que se pretende quantificar esses dados) e/ou pesquisas qualitativas (possui cunho mais exploratório e de profundidade sobre um tema ou um produto). Em breve, disponibilizarei de maneira aprofundada a importância da pesquisa de marketing para as empresas.

Sistema de apoio à decisão de marketing
Conjunto coordenado de dados do sistema, ferramentas e técnicas utilizando-se de softwares e hardwares, assim tem-se uma harmonização para interpretações das informações relevantes.

Bom trabalho e grande abraço.

Autor: Adm. Rafael José Pôncio
Publicado em: 17 de abril de 2019
Especial: artigos no portal Administradores.com
Link: https://administradores.com.br/artigos/pesquisa-e-sistema-de-informacoes-de-marketing


        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.