terça-feira, 5 de outubro de 2021

Prof. Rafael José Pôncio - 05 de outubro é Dia do Empreendedor: encantos e desafios

Feliz Dia do Empreendedor! Esta data serve tanto para comemorarmos nossas vitórias quanto para refletir o que ainda precisamos melhorar. Veja mais neste post.

Dia do Empreendedor: encantos e desafios

O Dia do Empreendedor é uma data para comemorar a importância das pessoas corajosas que não tem medo de se arriscar.

Afinal, foram as mentes empreendedoras que trouxeram os avanços para o mundo. Por exemplo, o que seria de nós sem o desejo de inovação de Thomas Edison?

Esta disposição para os desafios precisa ser celebrada, contudo, não podemos fechar os olhos para os desafios, como vamos ver neste texto.

Como nasceu o dia do empreendedor?

No dia 5 de outubro é comemorado no Brasil o Dia do Empreendedor. Esta data foi escolhida em homenagem à criação do Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, instituído pela Lei nº 9.841 do ano de 1999.

Segundo o SEBRAE esta lei foi um marco para o empreendedorismo no Brasil por conter os primeiros incentivos à prática no país através de benefícios administrativos, trabalhistas, de crédito e de desenvolvimento empresarial.

Esta norma foi revogada pela Lei Complementar nº 123/2006 conhecida como a Lei do Simples Nacional que facilitou a contribuição previdenciária e apuração dos ganhos financeiros para os microempreendedores e pequenos empresários.

O que te faz um empreendedor?

Muitas pessoas associam a figura de um empreendedor a uma pessoa que tem um negócio de sucesso como Sílvio Santos ou Luíza Helena Trajano.

De fato, eles são grandes empreendedores, porém neste Dia do Empreendedor é importante reforçar que nem todas as pessoas que empreendem têm altos rendimentos e negócios milionários.

Aliás, o empreendedorismo nem precisa ser impulsionado por ganhos financeiros. Muitas vezes o que move os empreendedores é diante de uma dificuldade, encontrar a solução.

Conheça outras características do empreendedor:

  • É inovador;

  • Aproveita as oportunidades;

  • Não tem medo de se arriscar;

  • Gosta de fazer a diferença;

  • É otimista;

  • Não desiste diante das dificuldades. 

Viver desta maneira é algo que só tende a ser benéfico para a sociedade.

Inclusive o empreendedorismo pode ser aprendido e estimulado nas crianças e nos jovens, pois é uma ótima estratégia para o crescimento do país, como veremos no próximo tópico.

A importância do empreendedor para uma nação

O Dia do Empreendedor não é uma celebração insignificante, haja vista o seu papel no Brasil e no mundo.

Fato evidenciado com a crise que estamos passando em virtude da Covid-19, onde o empreendedorismo se tornou uma alternativa para muitas pessoas escaparem do desemprego.

Em 2020 as pequenas e médias empresas foram as únicas que conseguiram reverter a perda de postos de trabalho provocada pela pandemia e fecharam o ano com geração de 293,2 mil novos empregos.

Por isso a fala de Ludwig von Mises, grande teórico da Escola Austríaca de Economia, representa tão bem a relevância do empreendedor em uma nação (mesmo sendo dita no século passado):

“Ao eliminar o empreendedor, elimina-se a força motriz do sistema de mercado.”

A Escola Austríaca de Economia defende o liberalismo econômico e acredita na economia empreendedora, reconhecendo o papel central que o empreendedor tem na sociedade.

Afinal, somos nós os empreendedores que impulsionamos a economia comprando matéria-prima, gerando empregos, inovando nos produtos e no fornecimento de novos serviços.

Então mesmo que um empreendedor não tenha lucros, ele faz a economia girar.

Sendo assim, incentivar a economia empreendedora é a melhor maneira de promover o desenvolvimento de uma nação.

Vale destacar que quando falamos em economia empreendedora englobamos todas as pessoas que têm o espírito empreendedor, do adolescente que faz doces para pagar uma viagem escolar, a quem sonha em dirigir uma multinacional.

Principais desafios do empreendedor atual

Sem dúvidas houve muitos avanços para comemorar neste Dia do Empreendedor, contudo ainda há um longo caminho a percorrer, seguem alguns pontos:

 1.   Formação de lideranças

Um empreendedor naturalmente é um líder, porém passar o “bastão” para os colaboradores pode exigir bastante dele. Já que ele precisará ser menos controlador e deixar as coisas fluírem.

Contudo, para que um negócio prospere ele precisa “andar com as próprias pernas”, então deixar os funcionários confiantes e seguros para tomar suas próprias decisões é crucial.

Logo, desenvolver um programa de reconhecimento e investimento em novos líderes é a melhor alternativa para garantir o futuro da empresa.

 2.   Se adaptar aos novos hábitos de consumo

A tecnologia mudou a forma que nos comunicamos, compramos e vendemos e para o empreendedor ter sucesso ele precisa se adaptar a esta nova realidade.

Mas você não deve olhar para este cenário e se assustar, mas sim ver as possibilidades que vieram com estes avanços.

Por exemplo, o controle das finanças foi facilitado pela tecnologia e também hoje em dia existem muitos canais para aprender e compartilhar experiências.

3.   Equilibrar as contas

Este é um desafio que segue o empreendedor durante toda a sua jornada, ainda mais em períodos de recessão econômica como este em que estamos passando.

No entanto, a gestão financeira, nunca pode ser deixada de lado, afinal ela que irá garantir a prosperidade da empresa, por isso,  ter um sistema de controle eficiente é fundamental.

4.   Atendimento rápido

Ainda falando sobre as mudanças nas relações comerciais, os clientes estão cada vez mais imediatistas. A diferença de um dia para entrega pode fazê-lo comprar com o concorrente.

Logo, agilizar o atendimento sem perder a qualidade é um dos grandes desafios da atualidade.

Para isso é importante pensar como otimizar a produção, a entrega e caso não seja possível, quais serão os diferenciais para justificar a espera.

5.   Passar segurança para os clientes

No ambiente de incertezas as empresas confiáveis estão um passo à frente. Afinal, antes de fechar um negócio ou comprar um produto todo mundo dá uma olhada nos sites de reclamações e avaliações.

Neste sentido, ser uma autoridade no seu segmento e ter transparência na comunicação é fundamental.

Criar um vínculo que vá além da barganha é a melhor estratégia para passar confiança para os clientes.


Mas apesar de todas as dificuldades, conforme o dicionário Michaelis, o empreendedor é quem se lança à realização de coisas difíceis ou fora do comum; ativo, arrojado, dinâmico.

E é isso que fazemos todos os dias mesmo quando os desafios não terminam e parece que tudo vai dar errado, nos reinventamos e criamos coisas extraordinárias.

Então neste Dia do Empreendedor, parabéns para nós empreendedores!

Bom trabalho e forte abraço.

Prof. Adm. Rafael José Pôncio




Conheça também:

Você se torna competitivo quando é especialista no que faz, e isso o diferencia da concorrência



Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.


Um comentário: