domingo, 14 de abril de 2013

Prof. Rafael José Pôncio - Empreendedor tenha um propósito empreendedorial e convide a todos para saber e aplicar

 

Não consegue traçar objetivos para sua jornada? Às vezes o que está te faltando é propósito empreendedorial, continue a leitura e saiba como encontrar.

3 passos para encontrar o propósito empreendedorial

Segundo uma pesquisa do SEBRAE, 83% dos donos de negócios acreditam que o propósito em servir no cotidiano de cada negócio é essencial para o sucesso de uma empresa, e tendo propósito logo inflama todos os colaboradores.

Afinal passamos boa parte da nossa vida no ambiente de trabalho e se não encontramos significado nele além da remuneração, a infelicidade é quase certa.

Principalmente quando tratamos de empreendedores e gestores, pois os primeiros são movidos pela auto motivação e o segundo deve incentivar os outros colaboradores.

Por isso, criei um texto sobre como identificar o propósito empreendedorial e passar para os colaboradores. Confira!

Por que ter um propósito?

A jornada de qualquer empreendedor é feita de perdas e ganhos, só uma coisa é certa: é preciso muito trabalho e dedicação para atingir o sucesso.

Nos momentos difíceis é preciso ter uma razão muito forte para não desistir, um propósito.

É ele que vai te impedir de abandonar quando ouvir um feedback negativo e perder cliente, no final do mês quando os resultados não fecham ou no momento que seus familiares duvidarem dos seus sonhos.

Com um propósito empreendedorial claro, as dificuldades serão bem mais fáceis de superar.

Diferença entre propósito e objetivo

Muitas pessoas podem confundir o propósito com o objetivo, porém mesmo que sejam parecidos eles têm finalidades diferentes.

O propósito é o que norteia as suas ações, por exemplo, o seu propósito ajudar animais em abandono a sobreviverem e a encontrarem um lar que tratem o pets com amor.

Já os objetivos são as metas que você irá realizar para chegar no propósito, seguindo o mesmo exemplo do dono de clinica de pet com loja integrada:

  • Vender x unidades de ração padrão e y da ração premium;

  • Castrar x gatos pro bono recolhidos na rua e y gatos para donos particulares;

  • Recolher x cães das ruas e após a recuperação castrar y cães para o cliente prefeitura da cidade tal numa receita de x reais.

Viu a diferença? Enquanto o objetivo é claro e definido o propósito é algo mais profundo e contínuo, semelhante a um sonho.

Os objetivos só vão fazer sentido e você irá se esforçar para eles ocorrerem se forem para alcançar o propósito.

Passo a passo para construir um propósito empreendedorial com trabalho prazeroso de vida no seu cotidiano 

Veja neste momento os 3 passos que te levaram ao seu propósito de negócio.

Passo 1: Entender o seu propósito de vida

O propósito empreendedorial deve estar alinhado ao pessoal, pois senão ele não terá sentido nenhum. Logo, a primeira etapa é identificar o que te motiva.

Para isso você pode responder às seguintes perguntas:

Quais assuntos me interessam?

Faça uma lista com pelo menos 7 temas, seja específico. Exemplo: ao invés de citar gastronomia em geral, coloque a culinária específica (ex. mineira, gaúcha, baiana...).

No que eles se relacionam?

Verifique se na sua lista existem tópicos que combinam entre si. Exemplo: culinária mineira, história do Brasil e conhecer novos lugares = turismo histórico e cultural.

Que problemas você gostaria de resolver?

Faça uma nova lista com 7 dificuldades que você pensa que precisam ser solucionadas (elas não têm a necessidade de ser relacionadas ao tópico anterior). Exemplo: Falta de água potável no planeta, falta de prazer nas famílias, aumento da pobreza...

Elas se complementam?

Agora, compare as duas listas (interesses e dificuldades) elas se relacionam de alguma forma? Caso sim, você encontrou o seu propósito! Exemplo: usar o turismo como ferramenta para diminuir a desigualdade social.

Passo 2: Conectar o seu propósito de vida a carreira

Já que você descobriu o seu propósito de vida, veja como é possível encaixá-lo dentro do seu caminho profissional.

Continuemos com o exemplo do tópico anterior: usar o turismo como ferramenta para diminuir a desigualdade social.

Para realizar este sonho existem muitas possibilidades como:

  • Criar um restaurante de comidas típicas e empregar moradores locais;

  • Desenvolver aplicativo que indique os melhores restaurantes regionais de Minas Gerais.

Passo 3: Aplicar isso no seu dia a dia

Essa com certeza é a parte mais difícil, já que é quando o verdadeiro trabalho começa.

Para isso, você faz uma lista de metas com as ações que você deve realizar para chegar ao seu propósito.

Exemplo:

Propósito: Proporcionar momentos de lazer e alegria para as pessoas através de hospedagem com agroturismo.

Meta: criar parcerias com agências de turismo para atender 110 clientes ao mês num ticket médio de w reais em dormitórios, x reais em tirolesa e pesque-pague, y reais em serviços de culinária local e z reais em souvenirs da cultura local.

Ações:

  • Captar agenciadores de turismo e fechar x contratos de parceria;

  • Participar de eventos relacionados ao agroturismo;

  • Começar um curso de introdução a hotelaria com agroturismo.

Ao especificar as ações e objetivos, será mais fácil atingir o propósito.

Lembre-se que o propósito empreendedorial é sempre o norteador, é o que lhe mantem no foco, por isso a importância de tê-lo impresso na parede e todos os colaboradores devem ter a vista, inclusive clientes e parceiros devem acessar o propósito estampado em impressos ou até mesmo usá-lo como slogan.

Como estimular o propósito nos seus colaboradores?

Por mais que a motivação seja algo único para cada colaborador, é importante que o líder seja capaz de fazer dela uma inspiração.

Não é incomum vermos um empreendedor apaixonado pelo seu negócio: é o primeiro a chegar e o último a sair, sempre preocupado com os clientes e resultados.

Por outro lado, certos colaboradores não passam a mesma imagem, reclamam com frequência e não fazem nada além da obrigação.

Esta falta de motivação pode ser resultado da própria gestão. Para incentivar a equipe, seguem 6 atitudes.

  1. Ressaltar os valores: os colaboradores precisam estar cientes de quais são os princípios da empresa para saber como se encaixam.

  2. Propósito nas tomadas de decisão: não adianta dizer que o propósito empreendedorial é importante se ele não é considerado nas decisões de todas as partes envolvidas, para isso reuniões com clareza sem "mi-mi-mi" são importantes.

  3. Estimular a autonomia: uma liderança centralizadora diminui o comprometimento da equipe.

  4. Mostre os benefícios: para o colaborador sentir que compartilha o propósito do negócio é fundamental ele perceber que o crescimento da empresa também levará ao seu crescimento profissional e pessoal.

  5. Desenvolver a escuta ativa: o líder deve se concentrar em ouvir cada colaborador sem julgamentos.

  6. Criar relacionamentos agradáveis: o ser humano se sente mais motivado a colaborar com pessoas que gosta, gerar um ambiente de empatia é necessário. 

Seguindo esses passos para desenvolver o propósito empreendedorial e as dicas de como estimular os colaboradores, os dias de trabalho se tornam mais proveitosos e divertidos.

Bom trabalho e grande abraço.

Prof. Adm. Rafael José Pôncio



Conheça também:
Sobre Virtudes e Empreendedores


        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário