sábado, 15 de outubro de 2016

As 7 Regras do Consenso para uma Reunião Produtiva


Uma Equipe trabalha melhor quando todos compreendem seus objetivos, suas metas e os resultados esperados. Para isso, é necessário que haja consenso sobre:
  • os objetivos e a forma de torná-los exequíveis;
  • a clareza das metas e como atingi-las;
  • a importância dos resultados;
  • a definição dos papéis de cada membro da Equipe.
Consenso, no entanto, não é unanimidade. Unanimidade é a opinião idêntica de todos os membros de uma Equipe. É difícil mas pode ocorrer.

Consenso é a ação da Equipe em torno do mesmo objetivo, ainda que opiniões individuais divirjam. 

No consenso existe a predisposição das pessoas de acatar as opiniões dos outros, sem com isso fazer valer suas próprias opiniões.

Consenso não é média aritmética ou qualquer outra forma de se “ajeitar” os resultados e evitar a discussão. Consenso não é votação.

Quando se chega ao ponto em que todos os membros da Equipe consideram determinada posição como objetivo a ser alcançado, podemos considerar que foi alcançado um consenso e que a solução encontrada é uma decisão de Equipe.

A técnica do consenso é uma das principais conquistas de uma Equipe amadurecida e eficaz. A base da técnica está no processo de comunicação. As discussões são produtivas dependendo da maneira de como a informação circula entre os membros da Equipe.

Os membros da Equipe devem:
  • falar com clareza e objetividade;
  • ser sucintos, evitando longas e exaustivas histórias;
  • explorar mais do que discutir o ponto de vista dos outros;
  • evitar conversas paralelas quando alguém estiver falando.
É imprescindível que todo participante conheça e domine as Sete Regras para o Consenso:

1- Participar efetivamente
Não se omita, não fique calado, fale! Exponha seus pontos de vista.

2- Escutar e refletir
A opinião dos outros é tão importante quanto a sua. Escute, pondere, reflita. A grande vantagem do trabalho em Equipe é poder juntar pontos de vista, opiniões, sugestões, acrescentando e enriquecendo as discussões.

3- Evitar a irritação
Ímpetos de raiva e demonstração de irritação só atrapalham a consecução dos trabalhos, inibindo a participação dos membros da Equipe, fazendo com que o trabalho perca em produção e criação.

4- Evitar interrupções inadequadas
É muito desagradável ser interrompido quando se está desenvolvendo um raciocínio e tentando expô-lo, além de ser indelicado. É preciso que as pessoas exponham seus pontos de vista uma de cada vez, para que os trabalhos não se transformem numa Torre de Babel, ninguém compreendendo ninguém.

5- Discutir em alto nível
Significa escutar, aguardar sua vez para argumentar, enriquecer a fala do colega, discordar com franqueza e com fundamentos, acrescentar, elogiar a boa ideia, incentivar a falar mais a respeito.

6- Marcar presença
Estar na reunião apenas fisicamente não interessa. É necessário participar, concordar, discordar, acrescentar, argumentar, enfim, comprometer-se.

7- Ficar satisfeito
Não conclua os trabalhos sem ter exposto aquela sua ideia, sem ter interferido quando julgava conveniente, sem ter discordado quando devia. Saia da reunião satisfeito com os resultados do trabalho e feliz consigo mesmo.
É importante que a equipe congregue com a visão de gestão por valores humanos fundamentados por consenso, no qual exista um propósito maior na organização, para que cada objetivo pessoal faça parte do todo de forma sistêmica. A liderança cabe disseminar com que cada colaborador busque incessantemente a evolução, formando assim um time de pessoas inteligentes emocionalmente que integram esse propósito maior.

Bom trabalho e forte abraço.

Autor: Adm. Rafael José Pôncio
Publicado em: 06 de outubro de 2016
Especial: artigos no portal Administradores.com
Link fonte: https://administradores.com.br/artigos/as-7-regras-de-consenso-para-uma-reuniao-produtiva


        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.       

Nenhum comentário:

Postar um comentário