quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Você já conversou com seus filhos sobre prioridades? E com você mesmo?


Desde a criação do Universo, tudo está em constante transformação. Passamos de selvagens que vivem em florestas e caçam para se alimentar para viajantes do espaço. 

Sim. Tudo muda. Por isso, é natural que nossas prioridades também modem com o passar do tempo.

A prioridade de uma criança é brincar o máximo possível durante o dia. Já o adolescente, pensa mais no futuro do que no presente. E até esse pensamento muda constantemente: quem nunca quis ser médico, administrador, astronauta e artista, tudo ao mesmo tempo?

Quando chegamos na vida adulta, precisamos priorizar o tempo todo: aproveitar o dia em família ou adiantar o trabalho da semana no domingo, aprovar o projeto 1 ou o projeto 2, almoçar ou terminar a planilha, defender uma ideia ou seguir a maioria.

Como muitas vezes fazer uma escolha não é tão fácil, nos afogamos. Mas como falar sobre isso com nossos filhos? Como explicar que, ao optar por adiantar um relatório num domingo ensolarado ao invés de passar um dia no parque não significa, de fato, uma escolha?


Talvez essa conversa não precise acontecer se aprendermos, de uma vez por todas, que priorizar é um belo e importantíssimo exercício. Aliás, talvez priorizar deva ser uma matéria escolar. Para que as futuras gerações possam ser mais livres da obrigatoriedade de fazer escolhas tão dolorosas para suas vidas pessoais. 


Enquanto ainda não é ensinado na escola, segue uma ajuda. Que pode ser para você, para seus colaboradores, parceiros e, porque não, filhos?


Lista De Verificação, Para Fazer, Atividades, Caixas

Como priorizar quando tudo é importante?
- Faça uma lista que contenha tudo que precisa ser feito;
- Identifique o que é importante, tendo em mente seus reais objetivos;
- Marque o que é urgente;
- Priorize com base em importância e urgência;
- Analise o tempo que você precisa para cada atividade;
- Aprenda a delegar tarefas;
- Revise a lista constantemente;
- Seja realista e flexível.

Quando você consegue criar uma matriz, onde urgência e importância são claramente definidas, a questão fica muito mais simples. Porque tudo se encaixa quase que naturalmente nos espaços que sobram.

O objetivo dessa prática administrativa é otimizar seu dia, ou de quem você acredita que precisa desse apoio e aprendizado nessa gestão, de uma forma mais estratégica. Interferindo na produtividade. E, de quebra, trazendo um pouco de paz para a vida!


Falamos aqui de administração de prioridades, porém, o segundo passo após habituado é transformar numa gestão de tempo com data para cumprir.


Bom trabalho e grande abraço.


Adm. Rafael José Pôncio





Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário