segunda-feira, 9 de agosto de 2021

Prof. Rafael José Pôncio - Como participar do empreendedorismo criativo?


O empreendedorismo criativo são negócios que surgem da vontade dos empreendedores de inovar e beneficiar a sociedade. Se gostou dessa ideia não perca essa oportunidade de conhecer outra maneira de criar negócios. Como participar do empreendedorismo criativo?

O empreendedorismo criativo são negócios que buscam inovar para trazer mais valor para seus clientes e assim obter resultados.

Ele começa a partir de um desejo do empreendedor em suprir uma nova necessidade da sociedade ou alcançar o seu propósito de vida através do trabalho.

Se identificou com esses pensamentos? Então continue a leitura e aprenda mais sobre o empreendedorismo criativo.

Empreendedorismo criativo x Empreendedorismo tradicional

Para entender melhor o empreendedorismo criativo primeiro saiba a diferença do tradicional.

O empreendedorismo tradicional tem como objetivo principal o lucro, já no empreendedorismo criativo a realização pessoal do empreendedor é o mais importante.

Os maiores exemplos de empreendimentos criativos são: a Disney, a Apple e a Ford, negócios revolucionários que só existem por conta da paixão pessoal dos seus idealizadores.

Origens do empreendedorismo criativo

Este conceito surgiu com a economia criativa cujo marco foi a livro The Creative Economy do especialista em criatividade Jhon Howkins, publicado em 2001.

Neste livro o autor aponta que na economia criativa os empreendedores exercitam sua imaginação e exploram seu valor econômico.

Por isso, o empreendedorismo criativo é muito associado a profissionais que tem a criatividade como base do seu negócio como decoradores; artesãos, atores e músicos...

No entanto, basta ter uma ideia “fora da caixa” para ser um empreendedor criativo.

Mas como ser um empreendedor criativo?

Segue um passo a passo para entrar no universo do empreendedorismo criativo.

1.   Tem perfil de empreendedor?

Antes de criar um negócio é fundamental pensar se “leva jeito pra coisa”. Então primeiro responda as seguintes perguntas:

  • Gosta de estudar e aprender?

  • Não tem medo de colocar a mão na massa?

  • É proativo?

  • Sabe dialogar?

  • Consegue trabalhar em equipe?

  • Aceita críticas construtivas?

  • Gosta de desafios?

  • Não desiste fácil?      

  • Tem espirito de liderança?

Se as respostas forem sim. Parabéns, já está no caminho certo. Mas se algumas respostas não foram positivas não significa que não pode ser um empreendedor, apenas terá que desenvolver estas habilidades.

2.   Descubra qual é o negócio dos seus sonhos

Com o que gostaria de trabalhar? O que te motiva?

Fazer esta análise pessoal é fundamental para descobrir em qual área do empreendedorismo criativo encaixa e como será o seu negócio.

3.   Conhecer o seu mercado de atuação

Qualquer negócio precisa de clientes, portanto, após imaginar como será a sua empresa, o terceiro passo é examinar o mercado e reconhecer as oportunidades.

Afinal, de nada adianta criar um produto maravilhoso, mas que as pessoas não têm interesse em comprar.

4.   Qual é a sua grande ideia?

Um empreendimento criativo. Precisa de criatividade.

Então é a hora de fazer a cabeça trabalhar e desenvolver a sua grande ideia. Ela deve chamar a atenção do seu público e do mercado.

Seguem dicas para construir esta ideia:

Procure algo inusitado – veja referências de outros países ou empresas para se inspirar.

Encontre um diferencial – por que o seu produto é melhor que dos concorrentes?

Crie uma identificação com os clientes – para que um empreendimento criativo funcione é importante o público acreditar e compartilhar dos mesmos sentimentos que o empreendedor.

Defina a promessa – qual solução a empresa trará para a vida dos clientes?

5.   Construa um plano de negócios

Essa costuma ser a parte mais difícil para os empreendedores criativos. Mas é para que uma empresa consiga bons resultados, ter objetivos e metas claras é fundamental.

Outro desafio do empreendedorismo criativo é definir o preço do seu trabalho. Afinal produtos como um jarro feito a mão tem um valor sentimental intangível, a exemplo.

Para facilitar a precificação dos produtos e serviços fazer um estudo profundo do mercado e dos concorrentes, alinhado com os custos mensais é fundamental.

Se interessou pelo empreendedorismo criativo? Conte nos comentários!

Bom trabalho e grande abraço!

Autor: Adm. Rafael José Pôncio Publicado em: 01 de agosto de 2021 Especial: artigos no portal Administradores.com Link fonte: https://administradores.com.br/artigos/como-participar-do-empreendedorismo-criativo


        Reprodução permitida, desde que mencionado o Nome do Autor e o link fonte.       


Nenhum comentário:

Postar um comentário